Greve na UFES: como fica…um breve relato

Ontem, dia 10 de setembro, ocorreu a assembléia dos docentes da UFES mais participativa, entusiasmada, enérgica e animada desta greve.

Um número surpreendente de professores/as presentes, inclusive um número substancial daqueles/as que nunca foram a nenhuma das assembléias, e porquê? A resposta é simples, ontem a expectativa destes/as era de que pudéssem votar o fim da greve. No entanto, o Comando dos professores da UFES já vinham avaliando a mais de 10 dias que não seria viável a continuidade da greve, por um número razoável de razões. Mesmo que o posiconamento possa ser contrário a esta avaliação.

Enfim, depois de um esfuziante e acalorado debate, tinha quase que absoluta certeza de que sairíamos da assembléia com um indicativo de fim imediato da greve com início das aulas no dia 17 de setembro. Mas, surpreendentemente, professores do CT, do CCS e tantos outros setores que nunca apareceram (com raras e valiosas exceções), votaram pela SAÍDA DA GREVE DE FORMA UNIFICADA, e pasmem, com apenas 2 votos contrários e mais de 100 votos a favor deste encaminhamento.

Desta forma, ainda não temos data para o retorno as aulas, pois só teremos quando o COMANDO NACIONAL DOS PROFESSORES do ANDES definir uma data consensuada ou definida por maioria. Ou seja, CONTINUAMOS EM GREVE, com um INDICATIVO DE SAÍDA DA GREVE DE FORMA UNIFICADA com as demais federais.

Chamo atenção para outras deliberações importantes, pois mesmo finalizando a greve, a Assembléia aprovou a manutenção do ESTADO DE GREVE (ou seja, ocorrendo as aulas, mas o movimento estará permanentemente avaliando um possível retorno a greve) e uma avaliação em Março de 2013 para definir ou não o retorno para a greve. Além disso, foi aprovado um calendário de mobilizações e atos públicos até o final do ano e um grande ato público em Brasília no dia da saída unificada da Greve.

Agora repito o que tenho dito sobre este momento: estamos nos 45 minutos do segundo tempo, mas como tudo pode acontecer num jogo de futebol, ainda pode ser que haja prorrogação e até penalidades máximas, vá saber! Até acabar a luz do estádio pode…

3 thoughts on “Greve na UFES: como fica…um breve relato

  1. paulo diz:

    Boa a análise do André. A decisão da assembléia foi com ampla maioria pela manutanção da greve, mostrando disposição. A luta continua.

  2. Lucas Borges diz:

    Ate q fim uma atualização real da greve, mas acho que os professores deveriam pedir a mobilização dos alunos também nessa luta pois assim como vocês professores já estão se desgastando os alunos também estão. Mas pelo menos eu apoio a luta de vocês.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s