O Fim da Greve dos Docentes: uma derrota histórica!!

Entre os dias 17 e 21 de setembro, as assembléias dos professores universitários deverão votar pelo fim da greve em todo o Brasil. É!!?? Sim, é o fim da greve. A maior e mais forte greve dos professores da história. Mas, em contrapartida, teve a maior derrota que outra greve nem poderia ter imaginado ocorrer.

E quem perde com isso? Os professores perdem, os alunos perdem, os futuros professores e futuros alunos perderão, a educação pública perde, ou seja, quem perde é a sociedade brasileira. Que continuará com universidades pública sucateadas, sem salas adequadas, sem prédios adequados, sem laboratórios, sem recursos humanos e financeiros suficientes para pesquisas de qualidade, sem recursos para que alunos e professores participem de congressos e encontros, sem recursos para publicar livros que tenham como autores professores e alunos, com banheiros insalubres, sem moradia estudantil, com RUs super lotados (e muitas universidades não tem RU), com quantidade de bolsas insignificantes….etc etc e etc….

Alguns irão perguntar: mas porque a greve dos professores foi derrotada? Diversos motivos poderiam ser apontados, mas chamo atenção para a instransigência da excelentíssima Tia Dilma, a continuidade (pelo PT) do projeto de universidade pública pensando pelo PSDB na década de 90 e a incapacidade da grande massa putrefata dos professores/as de se mobilizarem e participar dos atos públicos e das manifestações, ou seja, demonstrar sua real insatisfação com as condições de trabalho e dos salários (mas nem para reclamar publicamente dos salários não fizeram).

E agora josé? Agora é esperar pela próxima, isso mesmo, pela próxima greve, que sinceramente, espero que não exista, mas se continuamos nestas condições, que seja logo e que dure mais do que esta…

2 thoughts on “O Fim da Greve dos Docentes: uma derrota histórica!!

  1. Filipe Skiter diz:

    Não concordo que a greve tenha sido derrotada. Acredito que os servidores públicos federais tiveram uma vitória política muito grande com essa greve unificada. Os docentes podem até ter sofrido um derrota econômica no que tange à carreira (o que era seu maior objetivo), apesar do reajuste no salário ter sido o maior entre todas as categorias. Mas isso não acaba com a vitória política de ter feito um grande greve, com alto grau de paralisação e unidade da categoria, se tornando a direção absoluta de todo o processo de greve do funcionalismo federal, que foi capaz de colocar o governo contra a parede e forçá-lo a ceder o pequeno reajuste que Dilma não queria dar. É preciso contrabalancear esses critérios: a vitória política em relação à derrota econômica para se chegar a um balanço adequado. Os Tecnicos Administrativos foram derrotados econômicamente em 2011, saindo da greve sem nenhuma conquista, mas a sua moral e capacidade de organização política tornaram seu balanço de greve, no âmbito político, como positivo. E a luta continua. Este é apenas um capítulo da luta de classes e dos enfrentamentos que ainda teremos com o Governo Dilma-PT.

    • michelato diz:

      Com certeza é apenas um capitulo, a questão é que a greve dos docentes não tinha como pauta prioritaria o salário, grande equivoco seu, a pauta de reivindicação foi o plano de carreira entre outras questões, sendo que o governo vem a mais de 2 anos sem negociar, sem ouvir, sem falar com o ANDES, e ainda assina um acordo com um sindicato que não existe formalmente…isso é avanço? nao acredito mesmo…é humilhação!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s