Protestar é preciso: protestos criativos são a onda da vez! O Agronegócio matou a Branca de Neve!!!

Em tempos da excessiva midiatização da vida, os protetos tradicionais, aqueles de juntar o máximo de pessoas e ocupar as ruas fica cada vez mais em desuso no Brasil, pois tem cada vez menos espaço nos jornalões e nas TVsGrobais. Feliz ou infelizmente, é isso que vem ocorrendo. Quem tem conhecimento desse tipo de manifestação, são os motoristas e transeuntes que circulam e se irritam (na maior parte das vezes).

Mas isto também ocorre em função de que, mesmo havendo críticas e mais críticas aos jornalões e TVs, a população brasileira potencializa geometricamente a legitimidade deste meios de comunicação a cada dia, hora, momento da vida que se passa. Estranho ou não, passou na TV, seja falando bem ou mau, ganha notoriedade e a ação popular ganha legitimidade. Do contrário, é mais um bando de arruaceiros que não tem o que fazer da vida.

A não ser que sejam 5 mil, 10 mil pessoas ocupando ruas e praças para se manifestar ou então que ocorra na Europa. Mas no Brasil??!!! Nem estudantes em São Paulo ou Rio de Janeiro conseguem juntar tantas pessoas assim. E por quê? É simples, uma juventude que a cada dia que passa se torna cada vez mais “umbilical”, ou seja, o “meu umbigo” é o mais importante e melhor para o mundo. Ouvir, escutar, debater, dialogar, reconhecer o outro, outorgar liderança a outrem, se colocar como liderança (virar vidraça), respeitar o coletivo e estabelecer parcerias para quê? A minha é melhor e pronto!!! Mas não vamos jogar a água com a criança fora, esse é um processo que vem sendo produzido a mais de 20 anos, desde meados da década de 90, mas que pode e com certeza irá regredir (a esperança é a ultima que morre).

Mas voltemos a vaca fria. Neste contexto, cada dia que passa, as manifestações passam a ser realizadas de forma mais criativas e cada vez com menos pessoas. Se dão resultado? Digamos que é uma forma dita viável de ser ouvido e visto hoje em dia. Digamos que ser ouvido e visto é aparecer para muitas pessoas. Mas enfim, em tempos de FB, TVs e Jornalões, a pouca importância e quantidade de Blogs faz deste mundo brasileiro, um mundo ainda muito centralizado e centralizador.

Para melhor entendimento, segue uma “MANIFESTAÇÃO” que ocorreu dia 16 no RJ, no dia mundial da alimentação, e que foi amplamente divulgado nas redes sociais. O agronegócio matou a Branca de Neve.

Repensar as formas de se fazer mundo é preciso!!!

Foto: Blog do Tarso

Para os que não entenderam a foto: olhe bem…as maças…os agrotóxicos…o agronegócio….!!!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s