A vida ainda pulsa nas cidades!!

Dia 06 de junho de 2013, um grupo de mais de 10 mil jovens mobilizados no centro de SP tinham como objetivo realizar uma manifestação, que para além de qualquer bandeira partidária, lutavam para que houvesse a redução da tarifa do transporte público. Como pode ser visto no vídeo abaixo, a manifestação foi tranquila, pacífica, mas a PM resolveu mostrar para que existe:

Desmobilizar uma manifestação deve estar no ponto 1 do manual da PM sobre aglomerados humanos, assim sendo, aplicou a regra, e como sempre, as manifestações são dispersadas. Mas como sempre voltam a ser realizadas, vão parar na grande mídia, que faz dinheiro e passa a desmoralizar e em pouco mais de 1 semana, talvez 2, isso vira história para quem apanhou e foi agredido pela força policial, nada mais!

No entanto, porém, contudo, todavia, a história nos mostra que em alguns momentos, a cartilha falha e as coisas desandam, ou melhor, marcham. E assim esta sendo. Após as manifestações do dia 6 de junho, foi realizado uma segunda, no dia 13 de junho, com menos pessoas nas manifestações, mais dispersas pela cidade, mas ao contrário, com muito mais policiais, e como se diz na gíria popular, com sangue nos olhos, como pode ser visto no vídeo abaixo.

Reprimida de forma truculenta, com cenas que nos lembram a ditadura militar e de guerra civil urbana, a PM de SP passou a tomar atitudes que não podem ser descritas, mas vistas, ouvidas nas dezenas de vídeos caseiros que estão rodando na internet.


Assim, os vídeos começaram a pipocar nas redes sociais hoje pela manhã, dia 14 de junho. De todas as formas e todas as cores, mas com os mesmos atores principais, a PM Paulistana.

As cenas são chocantes, parafraseando, a tropa de choque, que utilizou-se de todas as formas para convencer “gentilmente” as pessoas a não andarem pelas ruas com câmeras e vinagre, isto mesmo, vinagre, uma substância altamente perigosa e que pode aniquilar a raça humana.

Como podemos ver, inicialmente as manifestações eram para baixar a tarifa do transporte público, contra o aumento de 0,20 centavos de real, mas agora, após estes momentos de relação e proximidade com os interlocutores do Governo do Estado de SP, acredito que as manifestações não terão mais este caráter de reivindicação de um direito, de um objeto específico, mas terão sim um caráter muito mais plural voltada para os direitos civis e para a liberdade.

A imprensa foi atacada, e quando um jornalista, mesmo sendo do PSTU, a corporação revive a imagem da PM enquanto aparato da ditadura militar. Aí sim, até a GLOBO News, a Folha de SP, o Estado de SP, entre outros tantos meios de comunicação da velha mídia jornalesca, passam a se mobilizar e a atacar as autoridades sobre as formas truculentas de atacar jornalistas, mas a população?! Bom esta, que faça do seu jeito.

De São Paulo para outros centros, as manifestações estão se espalhando para onde ainda conseguem mobilizar. Aqui em Vitória, o Prefeito adiantou-se, e reduziu em 0,05 centavos de real a passagem de ônibus, o que é uma piada, mas mesmo assim reduz ou elimina a possibilidade de haver poder de mobilização social para manifestações, pois ele não aumentou, nem manteve, mas reduziu. Ora bolas!!!

Assim, para muito mais além do que este movimento pretendia, esta amplificando e possibilitando uma cunha importante para mostrar que esta juventude e, principalmente, neste momento da história, é possível ir para as ruas, com pautas importantes e com mobilização social.

A questão que fica é: como será o dia de amanhã?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s