Casos cômicos da vida brasileira: Denatran diz que bicicletas elétricas tem circulação proibida

Parece mentira mas é verdade! O órgão do governo, o DENATRAN, que diz o que é multa e o que não é, agora resolveu dizer que bicicleta elétrica depende de regulamentação municipal, ou seja, se uma capital faz a regulamentação, mas os municípios metropolitanos não, já sabe o que vai acontecer…MULTA e APREENSÃO. Mas isso não é o pior, pior que exigir regulamentação, é defender que em tempos de super população de automóveis, ainda temos que punir aqueles que aceitam deixar o carro em casa, sofrer da violência contra ciclistas, e agora, serem multados por que querem uma vida melhor para o mundo, para a coletividade. Será realmente que isto esta acontecendo no Brasil? Quando pensamos que já chegamos numa situação caótica, espera, ainda vai piorar…

Mas, alguns poderiam dizer, mas as bicicletas elétricas andam em velocidades que podem ferir, matar alguém, ok, tudo bem, então façamos com que os automóveis e motocicletas andem com velocidades compativeis, ok! Como já defendi anteriormente, antes um motorista de veículos automotores ser obrigado a fazer 20 horas de ciclismo no transito brasileiro, do que regulamentar quem anda de bicicleta.

Segue a matéria do O Globo sobre o fato em questão:
Matéria publicada no Blog do Noblat

Ruben Berta, O Globo

Às vésperas da Conferência das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável (Rio+20), a bicicleta elétrica, um dos veículos considerados mais ecologicamente corretos da atualidade, está no centro de uma confusão que promete atormentar a cabeça de proprietários e de quem está pensando em comprar uma delas.

Após a divulgação do caso do ciclista que foi multado em mais de R$ 1.700 durante uma Operação Lei Seca no Arpoador, ninguém se entende: para o estado, a bicicleta só está liberada para quem tem uma habilitação semelhante à de quem dirige motos.

A prefeitura, por sua vez, diz que é possível andar à vontade, sem documento específico ou mesmo capacete, se o condutor não passar de 30km/h; por fim, a União, através do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), afirmou nesta quinta-feira em nota:

“Os ciclomotores somente poderão circular quando o município tiver regulamentado a matéria”. Traduzindo: no Rio, cidade que não tem regras definidas, bicicletas elétricas não podem circular.

A posição do estado, que é quem coordena a Lei Seca através da Secretaria de Governo, foi reforçada nesta quinta-feira. Os dois agentes que multaram um cinegrafista e recolheram sua bicicleta na madrugada de domingo foram afastados. Não por abuso de poder, mas por terem montado a blitz fechando a passagem na ciclovia da Rua Francisco Otaviano com uma tenda e um carro.

Leia mais em Bicicletas elétricas: Denatran diz que, sem lei, circulação é proibida

Carteira de motorista exige 20 horas de condução de bicicleta. Boa não acha!?

A manchete deste post, meus caros, não é uma verdade, apenas uma mentira que representa um sonho, pois andar de bicicleta no Brasil, digamos, é mais perigoso do que fumar 2 maços de cigarro por dia. Pois é, ao menos sabemos que cancêr tem cura, mesmo os mais agresssivos já existem tratamentos que podem resolver e dar uma sobrevida. Agora, andar de bicicleta no Brasil, você sabe que vai sair de casa, mas não sabe se vai voltar.
Podem dizer que estou exagerando, mas é só dar uma volta de bicicleta no meio do transito brasileiro que qualquer um, qualquer pessoa chegará a seguinte conclusão: quase morri algumas vezes! ou melhor, quase me mataram algumas vezes!
Por isso cada dia mais tenho mais e mais certeza de que para tirar carteira de motorista de veiculos automotores, deveria ser OBRIGATÓRIO, ter uma carga horária de aulas teóricas (sobre ciclismo) e ao menos umas 20 horas de experiência de pilotagem de bicicleta no transito pesado das cidades.
Idéia interessante, mas porque não o fazem: é uma questão de lógica, iria ter tantos casos de acidentes e óbitos que o governo iria a “falência” política com tantas ações judiciais.
Mas quando falo que os motoristas deveriam ter experiência de ciclismo, os pedestres também deveriam ter consciência de que uma bicicleta é um veículo. Mas, por que insistem em andar em ciclovias sem olhar para os lados ou para trás? Por que acham que as bicicletas não podem machucar? Por que acham que as bicicletas não andam em velocidade? Acredito que acham que as bicicletas são lúdicas, coisas para crianças, para pobres e esportistas que tem dinheiro.
Pois é, cada dia que passa, eu acredito mais e mais, que as bicicletas estão se transformando em um grande PESO DE PAPEL PARA ESTA SOCIEDADE, pois as mortes e acidentes são transformados em blocos de papel em cima de mesas do sistema judiciário brasileiro.